terça-feira, 7 de setembro de 2010



MATANDO A SAUDADE

Não aguentava mais senti-la. Teve a ideia de concretizá-la em pensamento. Viu uma moça na beira de um lago com o olhar distante. Apontou a arma para ela e deu um tiro.
Postar um comentário