domingo, 15 de novembro de 2020

Quimera

 





Sempre fugidia

Não quer ter uma rígida forma de perfeição
Prefere ser infinitas possibilidades...

Dorminhoca







Acordada, sentia-se morta
Dormindo, viva!


domingo, 26 de julho de 2020

ÚLTIMO PÔR DO SOL


Apareceu de repente no quintal, depois do auge da pandemia de zumbi. Arrastava-se lentamente. Era uma figura deplorável. No início, ficamos assustados, mas, depois, consideramos a situação patética.

Jogávamos pedra e tirávamos selfie com ele. Não o matamos rapidamente para não acabar com a diversão, além de ser um atrativo a mais nas festas. Nós o torturávamos frequentemente, até esquecê-lo rastejando pelo quintal.

Numa manhã de verão, acordei bem cedo para ir à praia. Comi um cereal rapidamente e ao abrir a porta, senti uma mordida no pé. Quando olhei, vi que era o morto-vivo. Desesperado, eu o golpeei de faca vária vezes na cabeça.

Depois do pavor e de me sentir cair num abismo, percebi-me mais vivo. Como se antes da mordida estivesse entorpecido. Achava-me tão indestrutível e jovem, que nunca considerei acontecer algo semelhante comigo. Sempre rodeado de amigos e, neste momento, sozinho comigo mesmo. 

Resolvi ir à praia. Não percebi que já entardecia.  O pôr do sol estava particularmente maravilhoso. Eu o apreciava sem tirar selfie, talvez, por isso, conseguia perceber tantos detalhes.

O mar estava de ressaca, as ondas me engoliam. Começava a me sentir febril. Os últimos raios de sol me iluminavam e me aqueciam nas profundezas. Antigas e esquecidas lembranças emergiram na consciência, chorei.

Antes da escuridão, vejo minha última lembrança...

O último pôr do sol, o mais belo de todos.


quarta-feira, 1 de julho de 2020

"Incompleto"


Imagem encontrada no google

Sempre teve esta sensação. Um dia, mesmo desconfiado, resolveu se entregar a um desejo. Foi enganado. Experimentou um turbilhão dentro de si. Inteiramente vivo, descobriu-se.


sábado, 27 de junho de 2020

FINAL( Conto Revisado)

Banco de imagens : luz, Preto e branco, estrada, noite, Sombrio ...


Depois de desabafar, saiu da sala. A única pessoa que não ficou atônita foi ao seu encontro. Caminham em silêncio, conectados com o medo do desconhecido começo.

domingo, 21 de junho de 2020

REFLEXOS






Domingo.
Dia para mostrar o patriotismo.
Vestido com sua camisa verde e amarela,
se deslumbra no reflexo das vitrines das lojas.
De repente, vê alguém parecido com ele, um soldado com uma suástica bordada no uniforme. 
Cumprimentam-se, passado e presente.

sábado, 20 de junho de 2020

CRIATURA



Obrigado a ficar em casa por causa da pandemia, sempre arrumava o que fazer. O tédio o fazia pensar em coisas estranhas e não se reconhecia mais no espelho. Os vizinhos começavam a ouvir terríveis rugidos de sua casa. Acreditavam que uma criatura o tinha devorado.

quarta-feira, 17 de junho de 2020

"Quem é quem?"


Da série Reality Z

Ao ver a selvageria entre zumbis e vivos, perguntou a mãe.

Ela ficou em silêncio, não sabia também.



segunda-feira, 15 de junho de 2020

Monstro


Imagem do filme nosferatu de herzog

Ao longo dos anos, acumulou feridas não cicatrizadas. Não aguentou mais sentir dor e saiu atordoado de sua caverna. Autoridades armadas chegaram e o executaram em nome da segurança nacional. No fim, encontrou a paz, pela primeira vez.

segunda-feira, 8 de junho de 2020

NO LIMITE

A linha se torna afiada como uma navalha e me corto ao me equilibrar. De repente, o abismo deixa de ser amedrontador.

sexta-feira, 29 de maio de 2020

Quem nunca...





Mandou errado uma mensagem e se expôs, sem querer...

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Migo, só você mesmo.



 


- Ninguém presta do escritório, um bando de fofoqueiros, traiçoeiros e incompetentes, como o chefe inclusive. Aliás, desconfio que fizeram macumba para mim. 

-Migo, só você mesmo. Depois de arrasar todo mundo do trabalho, cita Clarice. 

quinta-feira, 21 de maio de 2020

- Deixa o computador ligado, filha?

Nunca Mais Deixe Seu Computador Ligado Quando Sair do Trabalho ...


- Sim, quero dormir com meus seguidores. Aí, o bicho-papão não me mete medo.   

quarta-feira, 20 de maio de 2020

CONTRASTES


Folha solta do vento
Imagem encontrada no Google

Queria ser leve e não se enraizou com ninguém. Perdeu-se por aí.
Mas, não conseguiu fugir do peso da sua própria companhia.

segunda-feira, 18 de maio de 2020

No palco

Painel Palco Teatro - Frete Grátis.
Imagem encontrada no google

A atriz interpreta com leveza, mais uma mocinha ingênua e sofredora, para um público de agonizantes e mortos.
Para ela, sua arte não pode parar, pois, contribui para o mundo ser mais tênue.

terça-feira, 12 de maio de 2020

CRIME E CULPA

O que fazer para superar a culpa? | Tarde com Maria
Imagem encontrada no Google

Matei o fascista que existe dentro de mim e o enterrei nas profundezas do inconsciente. Porém, não estou em paz. Acabei me tornando o que não queria ser. Não soube lidar com o outro que existe em mim. Fui intolerante.  


segunda-feira, 4 de maio de 2020

DESEJO DESTRUTIVO





Em segredo, G. nunca gostou do vizinho.
Quando soube que estava com covid-19, abraçou o outro com fervor.
Morreram semanas depois.
G. esboçava um sorriso no caixão lacrado.


domingo, 3 de maio de 2020

Flerte na quarentena

Mudanças na varanda ou janela do apartamento precisam de ...
Imagem encontrada no google



Encontraram-se nas janelas. Para fugir do tédio, interagiram-se em silêncio.
Despiram-se e fizeram sexo por meio da imaginação.
Quando a quarentena acabou, retornaram para suas antigas rotinas e a experiência transformou-se numa lembrança longínqua.


quinta-feira, 30 de abril de 2020

MINIMALISMO( MINICONTO ANTIGO)


SILÊNCIO



O poder do silêncio

Quando eu era mais novo, bicho-papão 
Agora, amigo.

" VIVER É PERIGOSO"


Edvard Munch


Colocou uma das mãos no corrimão da escada do shopping e, sem pensar, coçou o olho.

terça-feira, 28 de abril de 2020

Em busca de um sentido





Procurou por anos e nunca o encontrou. Percebeu que a vida não tinha coerência. Lançou-se para o caos.
De repente, tudo lhe fez sentido.


domingo, 2 de fevereiro de 2020

De novo



O Nascimento do Mundo, de Salvador Dali




Viro ovo. Mas, prefiro seguir em frente com minhas perdas e ganhos. 

***

 Quando amanheceu, encontraram um ovo em sua cama.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

ESFINGES( Microconto antigo)

Esfinge, por Fernand Khnopff


Não quero desvenda-las, mas, sempre nos encontramos. Cada fuga, ganho mais uma mordida. Fico repleto de cicatrizes e, com o passar dos anos, torno-me esfinge também.

domingo, 26 de janeiro de 2020

SINGULAR



Quando a Lua Cheia encontra uma alma singular, fica encantada e esperançosa com as pessoas.


Por exemplo, Ana Nuvem.




A jovem coloca os quadros de sua casa de ponta a cabeça. Considera ser mais bonito, apesar das críticas.

terça-feira, 14 de janeiro de 2020

TRISTE...( microconto antigo)





Observa um passaporte que nunca foi usado.

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

CEREJEIRAS( conto bem antigo, nem existia google tradutor)


... Andava a receber comentários anônimos no meu blog e e-mail. Estavam escritos em japonês ou chinês, não sabia ao certo. No início apagava, pensava que era trote ou vírus, porém, a insistência fez nascer a curiosidade de quem me enviava diariamente essas mensagens.

Comentei com um colega Flávio, que indicou um primo que cursava japonês na faculdade. Passou uma semana, Flávio enviou a tradução por e-mail: “É japonês mesmo e os textos contêm o mesmo conteúdo: “As cerejeiras caem no chão. Você promete que vai voltar, mas sei que desaparecerá com o vento. Imergi no silêncio e me deixei acarinhar pelas pétalas das cerejeiras que caíam sobre mim. Passaram muitos anos e desejo reencontrá-lo. Preciso que você faça aquilo, para me libertar.”.

Dois dias depois, a campainha tocou. Quando abri a porta, encontrei duas moças, uma era oriental. A outra falou que a japonesa precisava de um favor muito especial. Dizem que os olhos são o espelho da alma.  Seus olhos puxados, refletiam uma luz cálida que me transbordou de ternura.

Aproximei-me e soprei a sua nuca esguia, ela chorou e suspirou longamente. Em seguida falou em voz baixa com a moça que veio com ela, que retornou a mim: “ Ela disse muito obrigada.”. Foram embora.

Depois desse encontro, sonho com cerejeiras constantemente...

 




segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

Bem, como já passei dos quarenta...






Bem, como já passei dos quarenta...

Preciso fazer esta pose típica de tio reaça nos costumes e liberal na economia, além, de ser um meritocrata convicto.

Sou a favor da família, mas, faço de tudo para burlar a justiça, para não pagar pensão alimentícia.  Adoro tirar selfies com meus filhos na pizzaria, todavia, sumo quando precisam de mim.


Sou contra o aborto, entretanto, a favor da pena de morte e de grupos de extermínio para limpar as ruas.

Sou contra beijo gay nas novelas, filmes e séries...Público no Whatzapp mulheres peladas e pornô hétero para os sobrinhos menores de idade. Estou ajudando-os a serem homens de verdade.

Sou macho e tenho fantasias com travestis.

Sou empreendedor e livre para fazer o que quiser. Não tenho esta história de mimimi.
Estou cheio de dívidas. O agiota me persegue.
Sou foda e só arranjo mulher gostosa no Tinder.

Não fodo faz tempo

quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Ensaio de um conto ou uma reflexão particular...




Fugiu, porque não desejava sentir mais inveja. Acreditava que longe dos outros, este sentimento iria se desiludir, uma vez que não existiria mais paradigmas para se comparar. Iria ser só ele e isto bastaria.

Foi para uma região inóspita e a imensidão do lugar o fez perceber o universo, o qual havia dentro de si. Precisava dos outros para se encontrar verdadeiramente. Além, de compreender que necessitava a lidar com todos os sentimentos diversos, inclusive, a inveja.

Resolveu voltar e assumir seu lado obscuro, com a finalidade de controlá-lo. Quando se ignora o “inimigo”, mais chances de ele ganhar.
***
Não sei o motivo de escrever a história em terceira pessoa. Quem sabe para me distanciar

do personagem, tendo a ilusão que não tem nada a ver comigo: “Só conto uma história”.

Mas, ele sou eu e não posso negar. Há momentos de que inveja me pega de surpresa e tento canalizá-la por meio da escrita.

Nem sei o que acabei de produzir, pode ser considerado um ensaio de um conto ou uma reflexão particular; ambos, impublicáveis.
Foda-se, guardarei esta coisa! Decerto será útil algum dia.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

RAZÃO/ LOUCURA




Ando por terras insanas, procurando você. É minha amada Razão, a qual não me deixa no abismo da Loucura. /

Ando por terras racionais. É minha amada Loucura, a qual não me deixa vagar no abismo da Razão.

Espera, as duas são uma só! Ficam trocando de trajes, para me confundir?

Safadas!



segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

Sumiço na véspera de natal



Imagem encontrada no google


Antônio tinha passado a noite na casa de um amigo, quando retornou, teve a triste surpresa do sumiço do cachorro Golias. Quem deu a notícia, rapidamente, foi sua mãe, que estava mais preocupada com os preparativos natalinos.

Antônio achou estranho e foi procurar o cão. Era inusitado, Golias fugir por aí. Nunca saía de perto da casa e nem do menino, eram amigos inseparáveis. Começou a perguntar pela vizinhança se alguém viu Golias e ninguém tinha notícia. Um bêbado sem rumo, conhecido no bairro, aproximou-se. Comentou que viu a mãe do garoto na direção do descampado, segurando uma trouxa de lençol.

No início, Antônio não deu importância, mas, um pensamento o martelava. Resolveu checar. Encontrou uma cruz fincada no chão e a terra parecia que foi mexida recentemente. Respirou fundo e começou a cavar com as mãos. O bêbado se aproximou com a pá e o ajudou.
Algo parecido com Golias estava lá. Antônio sabia que era seu cachorro, porém, a impressão que tinha, era de estranhamento. O bêbedo lhe disse que quando a alma se esvaía do corpo, transformava-se em algo sem sentido.

Antônio voltou para casa com Golias no colo. Alguns parentes haviam chegado e levaram um susto com a cena. A mãe aos prantos disse ter sido acidente. Ela acordou bem cedo para fazer as compras, entrou no carro e quando saiu da garagem, teve a sensação do automóvel passar em cima de algo. Ouviu um ganido, em seguida, silêncio. Desesperada, para não estragar o natal e nem deixar o filho triste, elaborou o plano de fuga do cachorro. Já tinha a desculpa montada e compraria outro cão, para o filho se distrair.

O episódio trágico em pleno dia de natal tornou-se uma revelação para Antônio.  Foi a primeira vez que percebeu que sua mãe não era perfeita. Além, do inédito contato com a morte de “alguém” querido.  Também, não se pode esquecer, da descoberta de que se precisa sempre levar em consideração qualquer pessoa. Quem se solidarizou e o ajudou a desvendar o mistério do desaparecimento de Golias, foi um mendigo vadio.

segunda-feira, 25 de novembro de 2019

Silencia( miniconto antigo)




No quarto o silêncio grita, mas o cansaço faz o homem parar de ter medo. O sono vem e ele se torna um corpo em si mesmo como os móveis do quarto. O silêncio se silencia.

sábado, 23 de novembro de 2019

A VIDA É ASSIM








Preciso me apressar por causa do ônibus ESPERA vejo algo diferente no fio do poste pego meu celular não vou conseguir o tempo está nublado e a câmera do celular é foda mesmo com a luneta que encaixa na câmera mas tentarei mesmo assim preciso ter cuidado para não atrapalhar os transeuntes e de não ser assaltado FODA-SE vou capturar este momento acho que é um gavião clico não consigo focar não posso demorar chegarei atrasado no trabalho não consigo enxergar está escuro esqueci de aumentar o brilho do celular disparei mais clics o gavião alça voo desaparece fico frustrado de não conseguir boas fotos mas a vida é assim mesmo parto também tomara que o ônibus chegue logo

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

TUDO SE REPETE






Revoltas

Injustiças

Corrupção

Disputas de poder

Egos inflados

Miséria

Elite X povo

Civilização X Barbárie

Ambições humanas X Natureza

Discurso de ódio

Fanatismo religioso

Apesar de tudo, ainda há esperança

Resistência

O amor ainda existe  Em que época estou?

Faz diferença defini-la?

Na verdade, tudo é reflexo de uma coisa só

Carrego em mim a ancestralidade dos outros

Eu sou o outro

E você

***


sexta-feira, 18 de outubro de 2019

"NÃO QUERO SABER”


“É isso mesmo que acabei de dizer, não quero saber de nada. Não adianta olhar para mim, não farei nada. Preciso cuidar da minha vida, sabe. Não tenho tempo para bobagens dos outros. Cala boca, não me fale dos seus problemas, só perguntei como você estava, por educação. Desculpa a sinceridade, estou cagando para você. Não posso mudar o mundo, ele é uma bosta e fim de papo. É um fato, a seleção natural existe para os mais aptos vencerem, o resto é mimimi. Se você está dissonante com a sociedade, o problema é seu. Resolva! Os outros não têm culpa da merda que é sua vida ou se é um perdedor. Com licença, preciso ir embo...”   

De repente, teve mal súbito e o outro que o escutava, gritava por socorro, mas, na rua só passava veículos em alta velocidade. A ajuda iria demorar... 

terça-feira, 24 de setembro de 2019

Magnólia
















Não era verão ainda, mas, estava uma noite muito quente. De repente, uma mariposa pousou na cortina. O primeiro pensamento de Magnólia: " É uma mensagem..."

O telefone tocou, era o noivo de muito longe, comunicando-a o término do noivado. Magnólia olhou triste para mariposa e, resignada, contemplou a beleza da criatura. 

Na manhã seguinte, resolveu sair com os amigos e percebeu que o inseto ainda está lá, porém, inerte no chão.

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Desintoxicação


“Eduardo, desculpa, mas, não vou mais te seguir e vou bloquear você nas minhas redes sociais. Não é nada pessoal. É que preciso fugir de gatilhos que podem me levar ao abismo, entende? Você só posta fotos maravilhosas na Grécia, Nova York, Milão e em outros paraísos. Além de correr sem camisa na praia do Leblon, mostrando seu belo físico. TAMBÉM, vive postando fotos de sua cobertura. Sua vida é tão perfeita e a minha tão lixo. Juro que não sou invejoso, sei que trabalhou muito para ter o que tem. Todavia, preciso me desintoxicar de você e de sua vida perfeita. Preciso fugir dos gatilhos que me levam às profundezas. Fique bem, pois tentarei resgatar minha saúde mental.”

domingo, 8 de setembro de 2019

O BEIJO( conto escrito há 10 anos e um pouco mexido)




Através da boca dos amantes, cada um beijava todos aqueles que já tinham sido tocados por seus lábios. Todos do passado de ambos estavam presentes naquele beijo. Cada indivíduo é uma ponte que a vida vai conectando ao longo do tempo. Como tiveram muitos parceiros, a carícia pesou toneladas e o asfalto cedeu, mas nem perceberam, pois gozavam profundamente.

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Lua cheia



...que habita em mim, torna-me fértil de imaginação e prova que não sou somente uma-criatura-que-paga-boletos

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

domingo, 18 de agosto de 2019

Conectividade inesperada( ideia antiga para um conto novo)



Em certo dia... Apareceu sobrando uma defeituosa peça de quebra-cabeça. Resolveram jogá-la fora, por não ter serventia. Foi lançada na sarjeta.


Inesperadamente, ouviu um pedido de socorro e encontrou outra peça de quebra-cabeça. Tentou ajudar, mas não conseguiam se juntar. Viu um pedacinho de corda e jogou para outra amarrá-la.


De um jeito peculiar, descobriram uma forma de conexão e continuaram suas jornadas, sem mais se sentirem sozinhas.