segunda-feira, 4 de outubro de 2010







ENTRE DOIS AMORES


Um dia, o homem largou a Lenda para ficar com a Filosofia. Apaixonou-se pelas novas ideias e argumentos da nova amada, que buscavam explicações sobre o mundo sem narrar enredos fantasiosos e com criaturas mágicas. A Lenda ficou muito deprimida e quase se dissipou no ar. Entretanto, ele sentia saudade da fantasia da primeira e se sentia cansado com a exigência de tanto pensar com a Filosofia. Foi ao encontro da Lenda e a tornou sua amante, enquanto a Filosofia, professora.
Postar um comentário