quinta-feira, 30 de junho de 2016

ENTRE O RASO E O FUNDO

Imagem encontrada no google


Tinha dois amigos que saía de acordo com seu estado de espírito. Quando não queria se afogar nas profundezas, passeava com o colega que só curtia o superficial.  

Assim como, ao se cansar de bater a cabeça no raso, encontrava-se com o outro que gostava de pensar densamente sobre o mistério do universo e de como somos conectados. 

Por meio destes dois amigos, conseguia encontrar o equilíbrio para lidar com as adversidades da vida.

Postar um comentário