terça-feira, 17 de dezembro de 2013

MILAGRE( certo conto antigo, 2004)


Imagem encontrada no google

“Adoro sentir o calor humano dos meus fãs, quando estou fazendo o meu programa. Eles sabem que lutei muito para chegar até aqui. Sabem que sou uma vencedora e guerreira. Também, fico comovida de ver o carinho das pessoas com meu filho.” ( trecho retirado da entrevista de Pamela à Fofoca Express em 11/ 05/ 2004).

*****

– Mãe, quero ser famosa!
– Legal filha, vai ser atriz?
– Não sei, mas quero ser famosa!
– Então, escritora de romances bonitos?
– Não sei, quero ser famosa!
–Vejamos, vai ser modelo?
– Não sei, mas quero ser famosa!
– Vai ser apresentadora de televisão?
– Não sei, quero ser famosa!
– Já sei! Cantora?
– Não sei, quero ser famosa!
– Mas minha filha, você tem que escolher alguma coisa para ser famosa e não simplesmente ser famosa.
– Mãe, eu não sei realmente o que vou fazer para ser famosa, mas a única coisa que tenho certeza é que quero ser famosa!

Anos mais tarde...

“Estou me sentindo tão insignificante. Queria que acontecesse alguma coisa; um milagre, que mudasse a minha vida.”
Estava em casa, sentada em frente ao telefone. Esperava uma ligação de seu agente. Passou um mês apertado. Era modelo loira de olhos azuis, mas tinha um metro e sessenta oito centímetros e já tinha vinte sete anos. O desespero crescia e as contas a pagar multiplicavam. Os vizinhos do pardieiro, onde vivia já a olhava de cara feia.
O telefone começou a chamar, ela percebeu que um raio de sol iluminou a sala e um pequeno pássaro apareceu, pousando na janela:
– Alô?– Pâmela atendeu esperançosa
– Sou eu, Pâmela. Tenho convites para uma festa super bombada. Você tem que ir, vai ter muitos contatos.
– Algo me diz que essa festa vai ser muito importante pra mim. Pode deixar comigo, eu vô.

Estava no salão, quando veio em sua direção Charles Bronks. Ele era um dos atores mais famosos de Hollwyood. Ela foi eleita entre tantas naquela festa. Recebeu olhares de inveja, admiração e despeito. De repente, um pensamento surgiu em sua mente: “ Aconteceu o que estava esperando”.
Meses depois, encontra-se encostada na parede fria e áspera do seu apartamento, sentindo o ventre cheio de aleluia! Tinha a certeza que foi abençoada pelos Deuses.


Postar um comentário