domingo, 8 de dezembro de 2013

corpo




Olho-me no espelho, não quero ver minha imagem editada que vem da minha mente. Sou um corpo que ocupa um espaço; efêmero, sim, descartável, não. Estou envelhecendo e quando morrer me transformarei em outra coisa. Possuo a imensidão do universo.

Postar um comentário