sábado, 25 de fevereiro de 2012





NÃO ADIANTA...

Mato o menino carente a espera de elogio. Mas, ele continua a viver, atrapalhando-me a imergir no imenso vazio. Sempre o vejo ao meu lado no espelho. Parecemos siameses. Mamãe sempre disse que não podemos fugir de nós mesmos... 

Pois é, a chata sempre tem razão.
Postar um comentário