segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

imagem encontrada no google


Fúria

A madrugada adentra e a ira me envenena. Mas, ao escrever fico mais calmo. Meus olhos estão voltando ao normal e os dentes diminuem. As unhas não são mais garras. O turbilhão de sentimentos dá lugar aos pensamentos. Escrever me salva. Abro a janela, não tem mais perigo. Pronto, tudo está bem. Agora, apertarei o delete. Pronto! Página em branco, como se nada tivesse acontecido.

Postar um comentário