terça-feira, 14 de fevereiro de 2012





MINHA QUERIDA AMIGA BRUXA...

Obrigado por me lançar a maldição de ficar distorcido. Estou experimentado sensações inimagináveis. Este desarranjo me leva ao prazer total. Realmente você, na realidade, é minha fada madrinha.


Postar um comentário