quarta-feira, 20 de julho de 2016

PILANTRA


Imagem encontrada no google


Em uma tarde agradável, quando viu certa jovem no café e percebeu que era a vítima perfeita. Inventou um sotaque italiano e perguntou sobre a vida dela. A moça revelou que era viúva há pouco tempo e sentia falta do marido. O homem começou a seduzi-la, dizendo ser um fotógrafo italiano e que pertencia a uma família tradicional por lá. Ela se deixou levar aos encantos daquele desconhecido.

O "fotógrafo" elogiou seu colar de pérolas. A jovem viúva comentou que foi um presente valioso do pai fazendeiro. O " italiano" sorriu. Depois de muita conversa, convidou-a para ir ao motel. Tiveram momentos de prazer até o anoitecer e se despediram, sem passar números de telefone.

Sozinha a "jovem viúva" passou a mão pelo pescoço e o colar de pérolas não estava mais lá. Deu uma gargalhada, ao imaginar a decepção do " italiano fotógrafo", quando descobrir que roubara a joia falsa.

***

Depois de publicar o conto, percebi que já escrevi outro bem parecido. Armadilhas da memória...

O lobo e o cordeiro e o cordeiro e o lobo http://dudv-descarrego.blogspot.com.br/2016/06/o-lobo-e-o-cordeiro-o-cordeiro-e-o-lobo.html

Postar um comentário