domingo, 31 de julho de 2016

NO ESPELHO( contito antigo)



Vejo outra pessoa a dizer coisas sem sentido e, através do olhar, decidimos atravessar juntos a imensidão incoerente.
Postar um comentário