quinta-feira, 28 de julho de 2016

FILHOTE DA NOITE( miniconto antigo)

















Esfomeado, experimenta orifícios e fendas com a língua. Quanto mais prova, a fome de prazer aumenta. Quando amanhece, adormece profundamente. Suas experiências, ao longo da noite, tornam-se quimeras que o envolvem num casulo.


Postar um comentário