segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

ANTES DOS OUTROS CHEGAREM




Está parada em frente da pia e com um olhar perdido. O cunhado aparece sem camisa e coloca a mão em seu ombro. Ela estremece e suspira. Ele a abraça por traz e a moça sente o corpo forte sobre o leve tecido da camisola. Sempre gostou de ser tocada por ele. Os dois choram e o homem se retira.


A jovem fica por alguns instantes na cozinha escura e vai ao encontro da irmã, que está inerte na cama. Na varanda da sala, o marido diz ao telefone: “ Descansou”. Depois, deita ao lado da mulher falecida e da cunhada.

 Aproveitam o último momento dos três juntos, antes dos outros chegarem. 
Postar um comentário