sexta-feira, 31 de julho de 2015

Aos poucos dominam tudo...


Imagem encontrada no  google

Verifico as portas, elas precisam estar fechadas para ninguém entrar, mas, os ruídos de fora perpassam nas frestas das janelas. Tenho a sensação de que a casa está sendo invadida. Aos poucos, eles dominam tudo. Será que nunca ficarei seguro? Na verdade, os outros estão já há muito tempo dentro do meu lar? Ouço pingos d'água no tanque, cacete! A conta de água ficará nas alturas... Tenho receio de abrir a porta, porém, a cachorra não está latindo. Logo, não há problema por enquanto. A cada dia que passa, percebo que eles estão ganhando terreno e a invasão é questão de tempo. Lembro-me de um conto que li há muito tempo: Casa tomada de Júlio Cortázar. Sinto a angústia dos personagens, acho que estou na mesma situação, quando ouço música alta, motos barulhentas, buzinas e pessoas falando alto pela rua. Preciso verificar bem se está tudo fechado. Pelo menos, agora, o silêncio ecoa e preciso aproveitar este intervalo de paz.
***

Quando foi dormir, seu quarto se fez uma rua movimentada.
Postar um comentário