segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

BRUTAMONTE




Fazia questão de ser o valentão da turma. Mesmo adulto continuava embrutecido. Logo, mulher e filhos se afastaram dele porque não aguentavam tanta grosseria.

Completamente sozinho e rabugento só recebia a visita da neta, que dançava para ele. O velho mesmo com cara fechada, os olhos ficavam molhados. Um dia, contou um segredo que guardara a sete chaves por vários anos.

Quando morreu, a neta foi a única que ficou triste. Mas, sua nova amiga a confortava e a convidava para dançar.

O segredo do avô era que sua alma tinha a forma de uma menina bailarina e que para protegê-la, transformou-se uma armadura quase intransponível.

A menina-bailarina finalmente encontrou uma boa morada, na sombra da neta do brutamonte.

***

Conto ao som...



Postar um comentário