quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

FANTASIAS


Imagem encontrada no google


“As nossas maiores dissimulações são desenvolvidas não para esconder o que há de ruim e feio em nós, mas o nosso vazio. A coisa mais difícil de esconder é aquilo que não existe.” Eric Hoffer

Quando começou a se perceber e, aos outros, viu que era diferente, não se fantasiava. A solidão aumentava a cada ano, pois as pessoas o achavam esquisito e até sua família, deixava-o de lado.

Um dia, começou a produzi-las e a usá-las de acordo com a ocasião. Começou a ser aceito e até constituiu família.


Mas, quando estava sozinho, despia-se em frente ao espelho. Tinha curiosidade de se ver sem demarcações que formavam sua identidade.


A imagem refletida através do espelho era amórfica.
Postar um comentário