quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

CERTA MANHÃ


Imagem encontrada no goolge


A piscina está azul do céu e não tem sequer uma folha flutuando nela. Não há vento e tudo parece uma cena de um sonho. Estou no quarto e o vejo na piscina, não brinca mais, só está à beira da piscina. Vou ao seu encontro.
- Filho, por que não brinca?
- Pai, estou entediado. Parece que estou aqui faz muito tempo? Cadê todo mundo, só vejo você. 
- Vamos passear no campo, que acha?
- Pode ser, mas não acontece nada por aqui.
- Filho, está triste?
- Não, só estou cansado. Parece que faço a mesma coisa por tanto tempo.
- A vida é assim, mesmo. Quer sorvete?
- Já sei, de creme como sempre.
- Posso comprar outro. Quer ir comigo?
- Não, ficarei aqui, por enquanto.
***

O homem acordou e foi ao quarto vazio. Ainda não estava pronto para deixá-lo ir.  Manteria o fantasma do filho em seu sonho.
Postar um comentário