domingo, 24 de junho de 2012




Sempre tive esta impressão que o fim do mundo será sereno. Uma imensidão azul surgirá e nos devorará. Não haverá medo, todos ficarão suspensos. Tudo se transformará num mundo nu de palavras.
Postar um comentário