quarta-feira, 6 de junho de 2012







ACONCHEGO

No sonho ouço uma música. Vejo um menino com os pais e irmãos. Alguém o chama pelo nome que conheço. Espere aí! Eu me chamo assim e este menino sou eu...   O casal dançava ao som da canção, enquanto eu e os outros ficávamos a observá-los, achando graça de tudo.

Acordo. Estou deslizando num barranco. Levanto e caminho em um córrego de águas cristalinas. Tudo a minha volta está se desmanchando. Encontro alguns viajantes sem rostos. O silêncio impera. Não tenho uma face também. Entretanto, o sonho e a música me conchegam. Droga! Deslizei no barranco outra vez...

No sonho ouço uma música...

Postar um comentário