segunda-feira, 23 de maio de 2016

ENGANOS DA MEMÓRIA

Imagem encontrada no  google


Ao remexer nos arquivos do computador, encontro um texto que considerava ser meu, pois espelhava muito bem meus sentimentos na época. Não sei como explicar, mas as palavras soavam tão íntimas que me recordava do momento que as concebi.
Republiquei no blog....


Dias depois, uma amiga escreveu no comentário: “ Querido, este conto é meu. Sei que não fez por maldade, talvez acreditasse que fosse seu mesmo ou foi mera distração... A memória é danada, sempre no prega uma peça”.

Coloquei os devidos créditos e me desculpei. Entretanto, experimentei um vazio devastador. Queria que o texto fosse meu e um desejo secreto de roubá-lo surgiu. Maldita memória por que brinca com meus sentimentos?

Só ouço seu silêncio como resposta.


Postar um comentário