terça-feira, 22 de abril de 2014

"Decifra-me ou devoro-te"


Édipo e a esfinge

   
 Um barulho de mensagem no celular, Anderson a leu: " Vou te devorar, por que não me decifra logo?". Apagou a mensagem e continuou a fazer o que sempre fez.

Numa manhã faltou o trabalho e todos ficaram surpresos e até ligaram para sua casa. Mas, ninguém atendeu. Até, sua mulher, Laura, não aparecera no trabalho.

Passara-se mais de vinte quatro horas e decidiram abrir a casa de Anderson.

Encontraram a esposa com uma barriga enorme e num estado de gozo profundo.

Anderson estava inconsciente em seu útero. Tiveram que fazer cesariana, já que a vagina de Laura se contraía com muita força para não libertá-lo.




Postar um comentário