sábado, 8 de dezembro de 2012

SOBREVIVI




Eu sempre estava na expectativa, queria saber sua opinião sobre tudo que escrevia. Permanecia horas à espera da resposta de um e-mail. Quando me elogiava, sentia-me feliz. 


De repente, não mais me respondeu e fiquei sem rumo. 



Mas, nesta tarde de calor fui comprar um sorvete e uma felicidade veio repentinamente, pois me dei conta que sobrevivi a sua falta de conselhos e críticas. 



Várias ideias surgiram e recomeçarei a escrever...


Postar um comentário