domingo, 8 de novembro de 2009


Imagem encontrada na internet

CORAÇÕES PARTIDOS


Foi criada “sem frescuras". Manteve a mesma educação sólida com os filhos. Não desejava criar rebentos fracos, porque desde pequena ouvia que o mundo é cruel para os que não eram combativos.


Um dia, o filho adolescente ficou muito triste, pois a namorada desmanchou com ele. A mãe disse que iria arranjar outra logo e que não precisava se martirizar tanto. Porém, o rapaz dizia: " Sinto muita dor no peito".


Não tinha paciência para ouvir os lamentos do adolescente: “ Para de palhaçada!”. Seu tempo era corrido. Precisava ler alguns relatórios, arrumar casa, preparar o jantar para o marido e pegar os filhos menores na creche.


Entretida com a louça, sentiu um beijo refrescante na bochecha; olhou para trás e não viu ninguém. Pensou no filho, mas não conseguiu ir até o quarto.


Com coração partido, agachou-se no piso da cozinha.

Postar um comentário