terça-feira, 10 de novembro de 2009

Imagem encontrada na internet



ACUADA

Ela tenta não errar, pois a lembrança dos gritos do pai rompendo seus tímpanos continua a aterrorizá-la. Quando acontece de se equivocar, agacha-se e coloca as mãos nos ouvidos para se proteger do berro. Os colegas de trabalho e de faculdade ficam atônitos ao vê-la, de repente, transformar-se numa menina acuada como se uma sombra ameaçadora, com dedo em riste,gritasse com ela. Alguns tentam protegê-la, é inútil. A voz do espectro ecoa implacavelmente.


Postar um comentário