sábado, 22 de fevereiro de 2014

NO DIA SEGUINTE...( conto antigo)

Imagem encontrada no google



– MÃE, posso brincar na praça?

– Não!

– Mãe, quero voltar pra escola!

– Liga a tevê, vai!

– Mãe, cadê o pai e todo mundo?

– Pára de encher o saco, garoto, vai ler um livro.

– Por que não posso mais sair de casa?

– Filho, não tem nada para fazer na rua. Poxa, aqui você tem tevê a cabo, internet, videogame e DVD dos desenhos que tanto gosta...

– Estou com tédio e você é uma chata.

– Está de castigo!! Fica no quarto e me deixa em paz.

O menino foge pela janela. A casa em que mora, fica no meio do bosque. Anda alguns metros até a praça. Encontra os amigos, que o ignoram. Faz careta para as pessoas, que permanecem indiferentes. Só os cachorros latem ou avançam sobre ele. Ninguém entende a atitude dos bichos, só sentem uma brisa fria. Retorna para casa, a mãe o espera na porta: -Vai tomar banho, já está tarde.

No dia seguinte:

– Mãe, posso brincar?!

– NÃO

– Mãe, quero voltar para escola!

– Liga a tevê, vai!

– Mãe, cadê o pai e todo mundo.

– Pára de encher o saco, garoto, vai ler o livro que comprei pra você.

– Por que não posso mais sair de casa?

– Filho, não tem nada para fazer na rua. Poxa, aqui você tem tevê a cabo, Internet, videogame e DVD dos desenhos que tanto gosta...

– Estou com tédio e você é uma chata.

– Está de castigo!! Fica no quarto e me deixa em paz.

O menino foge pela janela. A casa em que mora, fica no meio do bosque. Anda alguns metros até a praça. Encontra os amigos, que o ignoram. Faz careta para as pessoas, que permanecem indiferentes. Só os cachorros latem ou avançam sobre ele. Ninguém entende a atitude dos bichos, só sentem uma brisa fria. Retorna para casa, a mãe o espera na porta. " Vai tomar banho, já está tarde".

No dia seguinte:

– MÃE, posso brincar na praça?
...


Postar um comentário