sábado, 24 de setembro de 2011


Credito da imagem: http://racasderpgeduardoteixeira.blogspot.com/2010/09/quimera.html


"PERDÃO"


 Dizia isso toda hora, quando acordava. Não sabia o motivo, mas era assassino de quimeras.
Postar um comentário