domingo, 20 de fevereiro de 2011



Aleph Sanctuary - Mati Klarwein - looking up


Photo: Pablo Gonzalez




IMAGEM DE UM SONHO



Caminho numa biblioteca que lembra um labirinto. Sinto medo de encontrar o Minotauro. Mas, em um beco, encontro um senhor rodeado de livros. Tem um olhar distante, parece que viaja para outras dimensões.

Quando acordo, estre trecho aparece na minha mente:

“[ ...} vi a circulação do meu sangue escuro, vi a engrenagem do amor e a transformação da morte, vi o Aleph, de todos os pontos, vi no Aleph a Terra, e na Terra outra vez o Aleph e no Aleph a Terra, vi meu rosto e minhas vísceras, vi teu rosto, e senti vertigem e chorei, porque meus olhos tinham visto aquele objeto secreto e conjectural cujo o nome os homens usurparam mas que nenhum homem contemplou: o inconcebível universo.”*



Trecho de Aleph, livro de Borges.




Postar um comentário