domingo, 2 de janeiro de 2011

4

"O verdadeiro amor é como a aparição dos espíritos: toda a gente fala dele, mas poucos o viram"



Autor: La Rochefoucauld , François





I

– PROFESSORA, SOU FILHO DE UM CENTAURO

– Pare de fantasiar, filho. Por isso que sempre se dá mal nas provas.

– É verdade, minha vó me deu uma poção para que eu seja normal, mas no meu último suspiro, vou me transformar em centauro.

O menino antes de sair da sala, entrega-lhe um bilhete: “eu te amo!” e um desenho de um homem metade cavalo e uma princesa de cabelos longos esvoaçantes. A professora ficou surpresa e ficou com medo de seus pensamentos.

II

Anos se passaram, o menino cresceu, casou e teve filhos. Quando morreu, todos ficaram perplexos de ver na cama, o corpo inerte de um centauro.


III

A professora já bastante idosa acorda sobressaltada ao ouvir os passos de um cavalo. Perguntou quem estava ali e um homem metade cavalo disse: “Sou eu professora, o Centauro.”. Ela sorriu, há muitos anos estava pronta para grande viagem.





















Postar um comentário