segunda-feira, 30 de agosto de 2010



POR TODA ETERNIDADE

Ninguém tinha paciência de ouvir suas histórias e o deixavam falando sozinho em várias ocasiões. Um dia, encontrou uma moça que lhe deu atenção e que lhe ouve há quinhentos anos.

A jovem era uma vampira e foi o único ser que não o achava insuportavelmente chato.
Postar um comentário