domingo, 22 de agosto de 2010













A CAÇADORA

Numa tarde tranquila de domingo, captura com sua lente imagens aparentemente banais do cotidiano. Enxerga que possuem significados que transcendem a palavra e que a faz tornar-se viva ao capturá-las.

Postar um comentário