sexta-feira, 30 de setembro de 2016

MEDO DE SER FELIZ

René Magritte

Estou tão feliz que sinto um aperto no peito de que algo acontecerá! A felicidade me angustia. Quando não sou feliz não sinto medo, torno-me destemido e livre. Agora, quando ela está em mim, transformo-me num ser mesquinho, obsessivo e obcecado. Perco minha grandeza.  Pelo menos, na melancolia, encontro a serenidade e a reflexão. Sei que isto é sem sentido, não quero que me entenda. Só me abrace e me faça esquecer-se do medo de ser feliz.


Ela o abraçou e disse que ficariam juntos. Era uma feiticeira e lançou um encanto nele, com a intenção de não perceber que estavam prestes a serem enforcados.
Postar um comentário