segunda-feira, 29 de junho de 2015

Lá vai...



Lá vai...

Estou transbordando de inspiração, acho que agora farei um romance sensacional, misturando vários estilos. Preciso me concentrar, os pensamentos estão mais velozes que minhas mãos. Todo início começa pelo começo... Vem comigo, leitores queridos!Um escritor jovem, inteligente e bonito( tipo eu, o escritor de verdade...) viaja para uma casa de campo para terminar seu último romance( Início bem original, modéstia parte...). Ele passa os dias a escrever, correr pelo bosque e nadar no lago( esse trecho pode ser parecido com início do filme Doce Vingança, entretanto, mera coincidência. Nunca copio ninguém, sou ultra-autêntico.)Tudo ocorre bem, até encontrar uma bela moça a se banhar no lago, nua. Foi uma forte atração e quando o protagonista se deu conta já estava transando com ela, a sintonia entre eles é muito forte. Gemem e gritam no bosque escuro e os lobos uivam acompanhando.( Aí tem gente chata que irá dizer: " Não existe lobo no Brasil". Gente chata, o Brasil descrito no meu livro é ficcional, logo, há liberdade poética.) Depois, começam a sair juntos para cidade e a fazer sexo em todos os recantos do bosque ao som dos lobos selvagens. Mas, a bela jovem é noiva de um gângster que, ao descobrir a traição, mata violentamente o escritor. Porém, ele retorna do mundo dos mortos, com poderes de controlar os mortos-vivos( Isso aqui é uma virada sensacional do livro, meus queridos leitores). Ele fica ainda mais forte e bonito como líder dos zumbis. ( Porém não fica mais bonito que eu, o escritor deste romance maravilhoso.) Então, invade o "quartel general" do gângster, salvando a jovem. Porém a noiva do gângster é fantasma, pois tinha se suicidado para fugir de seu algoz. Quando o gângster falece, ela descobre-se espectro( Sei que teve uma novela ou vários filmes com este mesmo tema, porém, como falei anteriormente, sou muito autêntico e NÃO copio ninguém!!!). A jovem agradece ao escritor e se desfaz em pequenos pontos de luzes douradas rumo ao céu. O escritor se despede de seus servos zumbis e retorna para sua cobertura do Leblon. História terminada, tarefa cumprida. Agora, é só falar com meu amigo editor. Mas, ele mudou de telefone e nem me avisou. Além de que me bloqueou nas suas redes sociais. Será que foi acidente de me bloquear? Sei lá, comprou um celular novo e mexeu em lugares errados. Isso pode acontecer, né? Amigos leitores, tenho certeza 
Postar um comentário