sábado, 11 de abril de 2015

LUIZA IMAGINATIVA

Imagem encontrada no  google


“Imaginar é o princípio da criação. Nós imaginamos o que desejamos, queremos o que imaginamos e, finalmente, criamos aquilo que queremos.” Shaw , Bernard

Desde menina tinha amigos imaginários. Quando se tornou moça, apaixonou-se pelo namorado imaginário. Mas, ele fugiu com a amante imaginária e nunca mais voltou. Ela ficou grávida e resolveu assumir sozinha seu filho imaginário. Os pais ficaram abalados no início, porém, com o tempo, amaram o neto imaginário. O tempo passou e o filho de Luiza cresceu, arrumou uma namorada muito bacana e formou uma bela família. Luiza já idosa observava os netos a brincar no quintal e jurava que sempre guardaria o segredo de que seu filho era imaginário.


Postar um comentário