sábado, 11 de abril de 2015

“ Faço o que eu digo, mas...”




- Kaylane, puta que pariu, Kaylane. Por que você xingou outra vez aquela professora de piranha, Kaylane?! Fui chamado outra vez para ir à escala e estou cheio de coisas para fazer, Kaylane. O veado filho da puta do diretor quer me ver, Kaylane. Porra, Kaylane, falei pra você não me arranjar problema, filha da puta! Aliás, por que xinga tanto as pessoas, Kaylane, caralho! Não aprendeu isso comigo, não falo nenhum palavrão, boceta cabeluda. Deve ser a vaca da sua mãe e aquele veadinho novo namorado dela. Ela sempre foi sem classe, Kaylane. Caralho, minha vida está uma merda, Kaylane! E mais essa que você me arrumou, PUTA QUE PARIU, Kaylane. Aquele filho da puta do diretor é um merda, já estudamos juntos quando éramos crianças e eu metia a porrada nele. Agora, ele fica dando de  superior e como devo  educar você, Kaylane. É um escroto fodido, Kaylane! Kaylane, estou chegando, desce logo, caralho. Quer comer aonde? Como? Quer duzentos reais, PUTA QUE PARIU,  Kaylane!!! ESTOU FODIDO, CARALHO!!! Tá bom, pegarei no caixa vinte quatro horas. Já cheguei, vem logo Kaylane, te amo filha.   


Postar um comentário