quarta-feira, 29 de abril de 2015

A ONDA



Obra-A onda de camille claudel


O telefone toca.
- Alô.
- Quem é?
- Não sei, ouço barulho de onda.
- Vejo uma onda enorme pela janela. Deve ser o André.
- Cacete, quando ele se torna onda, fodeu!
Postar um comentário