sábado, 1 de novembro de 2014

alteridade



Ao anotar o óbito no registro de alguém, imagino outra pessoa fazendo o mesmo comigo. Já estou me acostumando com minha finitude.
Postar um comentário