sábado, 30 de novembro de 2013

Reencontro

Cena do Sonata de Outono (Ingmar Bergman, 1978)


- Olá, Clara?

- Oi, mãe... Entra!

- Não vou demorar, quero conhecer meu neto.

- Ele está dormindo, mas vou levá-la ao quarto.

- Filha, é um bebê lindo! Precisa de alguma ajuda?

- Não... Mãe, desculpa...

-  Estou cansada de odiar. Um dia, podia levá-lo para minha casa?

- Lógico. Quer ficar para jantar?

- Não quero encontrar Ant..., seu marido.

- Tudo bem, mãe.

- Não posso vê-lo e, por favor, só desejo ver você e meu neto.

- Sim, mãe. Não sabe a culpa que sinto.

- Estou ferida, ainda.

- Antônio tinha uma foto sua nas coisas dele e rasguei.

- Tudo bem, rasguei várias fotos suas.  Só não tive coragem de destruir as fotografias de quando era criança.

- Semana que vem, eu e Pietro vamos nos visitar. Espera, ele acordou!

-  Posso pegá-lo no colo?

- Sim. Ele sorri para você!

- Belo menino, tomara que não destrua corações como o pa... Não!  Não vou destruir esse momento com minha amargura. Bem... está na minha hora. Espero vocês semana que vem.  



Postar um comentário