quinta-feira, 14 de novembro de 2013

O ESQUECIDO

Imagem encontrada no google


- Olá, Antônia!

- Me Conhece?

- Há vinte anos.

- De onde?

- Da escola. Você era do ginásio e eu, do primário. Sou José.

- Não me lembro de você.

- É que sou assim, todos me esquecem.

- Que triste.

- No início ficava, mas depois percebi certas vantagens.

- Quais?

- De fazer o que bem entender.

- Quer me transmitir medo, José?

- Não, só quero amá-la.

-Olha o respeito, sou uma mulher casada.

- Por favor, Antônia...

Ela cedeu às súplicas de José. Depois, ele foi embora.

 Antônia nem se lembrava mais do acontecido. Voltou a caminhar e a ver as vitrines das lojas. O único fato que percebeu, foi que o forte desejo de trair o marido se dissipou em seus pensamentos.


Postar um comentário