sábado, 19 de outubro de 2013

DOIS LADOS DA MESMA MOEDA






“Detesto as vítimas quando elas respeitam os seus carrascos.”


Sempre apanhou desde menino por ser considerado um pária. Foi abandonado pelo pai e negligenciado pela mãe, sobreviveu aos vários perigos e iras dos vizinhos.

Resolveu dar a volta por cima e trabalhou muito até juntar dinheiro para comprar o estabelecimento de seu primeiro negócio.

Hoje, bem de vida, realizou seu desejo secreto de ser o algoz e fazer tudo que fizeram com ele. Maltratava bastante a família e os empregados.

Um dia, apareceu assassinado no escritório e a lista de suspeita é gigantesca.

Postar um comentário