sábado, 4 de maio de 2013

Quem está realmente vivo hoje? (Zlavoj Zizek)



Li essa citação na internet e senti medo. Por que quando tudo está bem, sempre encontro gatilhos que despertam o desconforto no peito e falta de ar? Minutos atrás, pensava que estava no controle. Desde criança sou assombrado por essas questões: "Quem sou eu?", "O que eu penso?" e " O que eu quero?"... Sei lá, quero viver como todo mundo, desempenhar meu papel. Ser vivo, não é isso? O que me aflige? Estou respirando... Sou vivo, então! Droga! Vai começar tudo de novo. Não vou deixar! Minha cabeça parece uma torneira aberta. Ouço um barulho, já volto. Voltei. Bem... Sou vivo, né? No momento digito este texto. Quando fui ver o barulho, vi um gato branco no muro e estava com um rato na boca. A cena me fez estremecer. Sinto certa dificuldade de respirar. Bem... Tomarei calmante e tudo ficará bem depois.
Postar um comentário