segunda-feira, 27 de agosto de 2012





NO ÔNIBUS

O celular toca e a moça diz: -Fala Cleide... o quê? Ele fez isso, não pode... 

Um rapaz entra no ônibus e pede ajuda para uma clínica de dependentes clínicos, fala que vende canetas florescentes com dignidade: -Poderia roubar e matar, mas não faço isso. 

Um senhor lê um livro: “ Ele entrava num mundo desconhecido...”

Uma criança chora e a mãe com olhar distante diz: - Papai, vai voltar logo.

Uma senhora conversa com outra: - A Jéssica Maria está muito abusada, vou dar uma coça nela.

***
Ele ouve esses fragmentos para tentar se distrair, mas o pensamento persiste: 

" Preciso encontrar um lugar para ficar. "

Postar um comentário