quinta-feira, 10 de março de 2011





Monólogo de uma Sombra de Augusto dos Anjos

"Sou uma Sombra! Venho de outras eras,

Do cosmopolitismo das moneras...

Pólipo de recônditas reentrâncias,

Larva de caos telúrico, procedo

Da escuridão do cósmico segredo,

Da substância de todas as substâncias
Postar um comentário