segunda-feira, 3 de julho de 2017

Pela primeira vez,




Quando me quebrei em vários cacos, senti uma dor insuportável por não ser mais inteiro. Colei-me e me parti muitas vezes e, com o tempo, tornei-me mais forte. 
Quando me estilhaçava, colava-me e descobria novas formas de mim. 
Compreendi que a inteireza que tinha antes era só aparência. 


Diferente, desta que estou conquistando a cada “despedaço”. 


Postar um comentário