segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

MORTE EM VENEZA


     














Madrugada... Laura terminara a leitura da história e, emocionada, foi beber água.

Na cozinha da casa de praia, viu a amiga, que a considerava personificação de Afrodite, aos beijos com o tio velho e barrigudo.

Laura teve repulsa e não mais a considerou tão bela. Quando pôde se desvencilhou dela.

O tempo passou e ela encontrou outras “Afrodites”.
Postar um comentário