quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

ÚLTIMA LEMBRANÇA




Pintura de Edward Hopper


Suas memórias se desaguavam no rio do esquecimento. Mas, queria fixar a lembrança da última noite de amor com a amante. Decidiu se congelar.

***
A cientista trabalha por horas no laboratório com a expectativa de achar a cura de uma doença degenerativa. Ao término dos estudos, observa o amado congelado. Transporta-se para onde ele está.
Postar um comentário