segunda-feira, 16 de julho de 2012

MINIMONÓLOGO



- Vivo no intervalo que fica entre o céu e a terra. Anoitece, hora de acordar. Está frio, mas minha alma arde. Repito, estou selvagem e entro num terreno misterioso. Acho que estou plagiando alguém, não quero ser farsante. Desculpa, se roubo palavras de outras pessoas para expressar meu caos. Alguém está me ligando, atendo. A pessoa diz que é de Saturno e desliga. Vejo luzes estranhas no quarto. O que significa isso? Vou pedir pizza. Admiro as pessoas que correm atrás de seus objetivos e que são empreendedoras destemidas. Mas, por favor, só não defequem em cima de mim. Guarde pra vocês suas vitórias e não tentem me diminuir. Sou viajante da galáxia ilusória e me acharei. Por enquanto vou vivendo. Por que quando escrevo algo, as pessoas se sentem atingidas? Esqueci que estou numa rede social onde se compartilha tudo, não num diário íntimo. Estranho... Escrevo para criaturas imaginárias. Aliás, sou personagem. Olá pessoas amigas, querem sentir meu cosmo explodir dentro de mim?... Fico por aqui, até breve.
Postar um comentário