quarta-feira, 15 de agosto de 2018

INSACIÁVEL (2014)







- João, precisamos conversar.

- Sim, está tudo bem?

 - João... Estou apaixonada por outra pessoa.

 - Quem, Antônia?

 - Lauro.

 - Lauro? Antônia, eu te amo! Tudo bem que não sou rico como ele, além da pegada que ele tem e de seu corpo escultural nos mínimos detalhes.

- João, como você sabe que ele tem uma pegada forte e detalhes de seu corpo escultural?

- Por nada! Só imagino. Por favor, vamos passar uma borracha em tudo isso e vamos ficar juntos.

 - Estou achando isso muito estranho. Você não está puto e sinto que tem algo a esconder.

- Para de bobagens, Antônia. Lauro é o tipo de pessoa que só quer seduzir e ser seduzido.

 - Como sabe de tudo isto? Eram apenas conhecidos... Espera um pouco, tiveram um caso também?!

 - Antônia, por favor, vamos deixar quieto. Bosta quanto mais mexe, fede.

- Fale, João. Precisamos encarar a verdade, é a única chance de a gente ficar bem de novo.

- Certo, lembra-se da festa do Vagner? Estávamos andando pelo sítio dele e conversávamos assuntos sem importância, de repente, ele me beijou e aconteceu.

 - Não acredito! Ele me pegou também nessa mesma festa!

- Antônia, ele é insaciável!

- O que faremos?

- Não sei, mas te amo, apesar de ter a ideia fixa no Lauro.

 - Eu te amo, também, João, mas estou vidrada nele.

 - Que tal a gente passar mais tempo juntos e fazer uma segunda lua de mel, Antônia?

- Concordo. Pelo menos, se ele gostasse realmente da gente, poderíamos fazer uma relação a três, né?

- Ele iria nos trair muito e nossas cabeças ficariam com chifres gigantescos.

 - Pois é. Não iria suportar.

 - Antônia, não quero te perder. Vamos ficar só nós.

 - Nem eu, João, não quero te perder. Não consigo me imaginar sem você.

 *** 

Resolveram dar uma chance ao casamento e apagaram as mensagens que Lauro, o insaciável, que enviava para os dois no mesmo dia da revelação.
Postar um comentário