domingo, 21 de maio de 2017

Três irmãos



Um era impulsivo, o outro mediador e o último controlador.

O que equilibrava, cansado de arbitrar, foi embora para encontrar sua individualidade. Anos depois, com remorso, voltou. Percebeu que a casa não fora destruída e os irmãos que sempre estavam em conflito, viviam em harmonia.

Descobriu que eles encontraram seus lados de mediadores e se resolveram sem a sua ajuda. 

Enquanto ele para se sentir completo precisava deixar seu lado impulsivo e controlador se digladiarem.




Postar um comentário