terça-feira, 6 de outubro de 2015

CASTIGO OU BÊNÇÃO?


 



É uma coisa, pois sente sem pensar. Vê algo que o chama a atenção. Aproxima-se e come. Uma onda de palavras o envolve, tornando-o mais nítido, antes, era embaçado. Então, percebe que comeu o fruto proibido. Ouve o despertador às cinco horas da manhã, precisa se apressar para ir ao trabalho.

Por um lado, arrepende-se de ter comido a maçã, já que a rotina é cansativa e tem um peso. Pelo outro, tem a sensação de concretude de sua existência no mundo. Mesmo com os inconvenientes do dia a dia, acalma a angústia de vagar solitário por aí, como uma sombra desgarrada do corpo.

A dúvida de estar vivendo em um castigo ou bênção o aflige. Não sabe definir.

***




Postar um comentário