terça-feira, 11 de agosto de 2015

Por quê?



Matei várias baratas no automático, mas hoje quando dei uma chinelada mortal em uma, senti que morri um pouco também. Pois, quando só reproduzo valores sem pensar, deixo de ser eu para ser uma peça de engrenagem. Por que matar a barata? Se ela existe, há um motivo da mãe natureza. Este nojo pela barata é natural ou uma construção social? Joguei-a na privada e dei descarga. Será que ela vai pro céu e eu pro inferno? Por que matei a barata? Por que ela é nojenta? Por que ela existe? Por que nós( seres humanos) nos sentimos superiores em relação aos outros animais? Quem nos legitimou em cuidar e exterminar certa espécie? Será que os lugares construídos pela gente são os mais limpos de todos? O ser humano é mais limpo que as baratas? Será que realmente Deus fez o homem a sua imagem e semelhança? Caramba, sou um assassino e como matar é absurdamente fácil. Sentenciei e executei, fui o Senhor todo poderoso. Afinal de contas, por que matei a barata? Quem me legitimou a fazer isto, inclusive, a exterminar outros animais ditos asquerosos? Sei lá, sei que alguém pode achar que estou plagiando o livro de Clarice Lispector: A Paixão segundo G.H., mas não posso refletir por qual motivo matei a barata? Por quê? Detalhe, ainda estou a continuar a matar baratas. 
Postar um comentário